Resenha: A Lista

21:04

Título: A Lista | Autora: Cecelia Ahern | Editora: Novo Conceito | Edição: 1 | Páginas: 384 | Nota: 5 de 5

Sinopse: Kitty Logan tem 32 anos e aos poucos está perdendo tudo o que conquistou: sua carreira está arruinada; seu namorado a deixou sem um motivo aparente; seu melhor amigo está decepcionado com ela; e o principal: sua confidente e mentora está gravemente doente.

Antes de morrer, Constance deixa um mistério nas mãos de Kitty que pode ser a chave para sua mudança de vida: uma relação de nomes de pessoas desconhecidas. É com base neles que Kitty deverá escrever a melhor matéria de sua carreira.

Quando começa a ouvir o que aquelas pessoas têm a dizer, Kitty aos poucos descobre as conexões entre suas histórias de vida e compreende por que foi escolhida para dar voz a elas.



Comentários

Assim como a maioria dos leitores, meu primeiro contato com Cecelia Ahern se deu a partir de P.S. Eu Te Amo cuja narrativa é encantadora e envolvente. Em A Lista, a autora conseguiu me conquistar mais uma vez com uma história verossímil, bem escrita e igualmente encantadora. O enredo de A Lista nos faz questionar nossa própria realidade e coloca em evidência os aspectos importantes para uma vida “bem sucedida”. 

A vida de Kitty está desmoronando. A jornalista vê todo o seu mundo entrar em colapso ao descobrir que cometeu um injustiça durante uma de suas reportagens e que além de arruinar a vida de um homem inocente acaba enfrentando um processo judicial que culmina com a perda do seu emprego na TV. Além disso, sua melhor amiga – Constance - está perdendo a batalha contra o câncer e seu namorado resolve abandoná-la. 

Em um dos seus últimos encontros com Constance, que também é chefe de Kitty em uma revista, as duas conversam sobre os rumos que a protagonista deu a sua carreira e suas escolhas equivocadas ao longo dela e como isso mascarou o verdadeiro “eu” de Kitty. Constance relembrou o espírito jornalístico de Kitty no início da sua jornada e falou sobre a última matéria que gostaria de escrever. E devido à gravidade de sua doença, passa a Kitty a responsabilidade de contar essa última história. 

No entanto, Constance acaba falecendo sem deixar detalhes sobre a matéria. Kitty tem acesso apenas a uma lista com cem nomes e não faz a menor ideia do critério de escolha da amiga e que fator uniria todas aquelas histórias. 

A partir daí nossa protagonista embarca em um trabalho de formiguinha para conhecer as pessoas da lista e escrever uma matéria capaz de honrar a memória de sua melhor amiga. Mais do que apurar uma reportagem, Kitty embarca em uma jornada pessoal de reencontro com aspectos da sua vida que vinham sendo negligenciados. E todas as histórias que vão se revelando conversam um pouco com o leitor. 

O livro é realmente muito bonito e a narrativa fluida contribui para uma leitura rápida. Não estava programando ler A Lista e tudo que posso dizer é que foi uma surpresa extremamente agradável.

Érika Rodrigues

Também poderá gostar

2 comentários

  1. Parabéns pela resenha Erika! Já li A Lista e curti bastante, mas senti que ficou faltando algo no livro, sabe? Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  2. Oi, Érika!!

    Conheço que nem conhecia esse livro da autora!! Também a conheci por conta de PS. Eu Te Amo - que envolveu muitas lágrimas da minha parte! Hahaha

    E fiquei muito curiosa por esse livro depois do seu texto. Adoraria saber já que história é essa, mas sei que assim perderia a graça da leitura! Hahaha
    Já adicionei o livro em meus desejados e assim que tiver uma oportunidade, espero poder lê-lo!! :)

    Bjs

    http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br

    ResponderExcluir