Arqueiro

[Resenha]: Primavera Eterna (Paula Abreu)

01:18

Título: Primavera Eterna | Autora: Paula Abreu | Editora: Arqueiro | Páginas: 128 | Nota 5 de 5

Sinopse: Maia é uma jovem publicitária bem-sucedida. Tem um emprego estável, um namoro estável, uma vidinha estável. Até demais. Certo dia, tentando imaginar como seria sua vida no futuro, o casamento, os filhos, visualiza duas crianças loirinhas correndo... Loirinhas? Então ela se dá conta de onde vem aquela cor de cabelos: Diogo, o menino por quem se apaixonou à primeira vista aos 12 anos, numa cidadezinha do interior, onde costumava passar os fins de semana com a família. Acontece que ele se mudou para os Estados Unidos há mais de dez anos, e a essa altura da vida, já nem deve se lembrar mais dela.

Mesmo assim, num impulso, Maia pede férias na agência, inventa uma viagem de trabalho como desculpa para o namorado e vai para Nova York, atrás do seu primeiro amor. Primavera Eterna é a história de uma jovem cheia de sonhos esquecidos, que ousa arriscar tudo o que tem e acaba encontrando a si mesma.

*Livro cedido pela editora para resenha

Comentários


“Mas não havia mais como me enganar. Eu era um sistema de erros: um emprego estável pelo qual eu não era apaixonada, um namorado estável pelo qual eu não era apaixonada, uma vidinha estável pela qual eu não era apaixonada. O amor que eu acreditava morto havia tantos anos, ah, o danado tinha recebido o adubo do tempo. O maldito adubo do tempo. E estava lá. Uma ferida que não tinha sarado. Um remorso que, no fundo, era saudade de mim mesma, de tudo o que eu não tinha sido.” 
Página 57


Eu não espera nada de Primavera Eterna. O livro estava na minha interminável lista de leitura há algum tempo e esse mês, meio que por impulso, resolvi lê-lo. Já nem lembrava mais porque tinha incluído na minha lista ou do que exatamente a obra tratava. Agora, finalizada a leitura, percebo que o fato de não esperar nada foi maravilhoso e a narrativa construída pela Paula é tão incrível que Primavera Eterna se tornou, sem dúvida, um dos melhores livros que li em 2015.


O livro é narrado por Maia, uma jovem publicitária bem sucedida que em um dia como outro qualquer resolve colocar questões sobre toda a estabilidade e perfeição de sua vida profissional e amorosa. As questões surgem quando a moça tenta imaginar o próximo passo de sua vida e pensa em filhos loirinhos. Sem problemas, certo? Não fosse o fato do seu namorado não ser loiro. A característica destacada vem das lembranças que Maia guarda de Diogo, seu amor da infância. 

Os dois se conheceram em um final de semana no interior do Rio de Janeiro quando tinham por volta de 12 anos. Na época, Maia sonhava em ser escritora e ainda não pensava nos meninos até Diogo aparecer na estradinha que levava a casa de veraneio de seus pais. Devido a uma mudança repentina de país, Maia e Diogo perdem o contato já que o garoto nunca respondia suas cartas apaixonadas e depois de um tempo, envergonhada, ela desiste de continuar enviando. 

Em um ato impulsivo Maia resolve pedir férias da agência, contar ao namorado que precisava viajar a trabalho e parte para Nova York a fim de tentar encontrar com Diogo depois de 13 anos. Toda a narrativa se passa em um dia e enquanto Maia espera por Diogo vamos acompanhando suas memórias, sua ansiedade e o medo de que Diogo não aparecesse. 

Uma das coisas mais belas que essa história me proporcionou foi a possibilidade de acompanhar a jornada em busca de si mesma. Maia precisa ir até os Estados Unidos para encontrar as peças que faltavam no seu “eu” e descobrir como poderia ter se afastado tanto de seus sonhos e das coisas que gostava. 

Paula Abreu criou um romance que extrapola os limites do casal e trabalhou nos impactos das decisões na nossa vida. O amor de Maia não precisou de beijos ou cenas de sexo para que entendêssemos a sua magnitude nem a sua importância na vida da jovem. Bem como seus medos, ansiedades e dramas não foram melodramáticos, mas comunicaram bem cada sentimento da protagonista. Paula deu o peso exato a cada emoção, tornando quase impossível não se imaginar um pouco Maia e tudo isso em um livro leve e divertido. Leitura mais que recomendada.

Érika Rodrigues

Editora Única

[Resenha]: Incrível (Sara Benincasa)

18:11


Título: Incrível | Autora: Sara Benincasa | Editora: Única | Edição: 1 | Páginas: 256  | Nota: 3 de 5

Sinopse: Eram olhos repletos de esperança — esperança irracional, espantosa e, às vezes, até irritante. Esperança de que, de alguma forma, tudo daria certo, mesmo quando estava claro que seu sonho lhe escapava como areia por entre os dedos de uma criança. Naomi Rye simplesmente odeia quando chega o verão e ela é obrigada a ficar com sua mãe socialite em East Hampton. Afinal, ela definitivamente não pertence àquele mundo de glamour e adolescentes mimados. No entanto, tudo pode ser diferente neste verão, pois a casa vizinha foi alugada pela linda e misteriosa Jacinta Trimalchio, que sabe como impressionar com suas festas suntuosas e selvagens e, claro, seu badalado blog Incrivel.com. Jacinta tem as próprias razões para se aproximar de Naomi: Delilah Fairweather. O envolvimento dessas garotas poderá culminar em grandes tragédias, e o mundo de riqueza e esbanjação cuidadosamente construído por aqueles jovens ricos poderá cair em pedaços. Naomi agora precisa decidir se está disposta a ser puxada por essa vida que por tantos anos rejeitou, ou se enfim cederá aos encantos da misteriosa e fascinante vizinha. Inspirada no clássico O grande Gatsby, Sara Benincasa traz todo drama, glamour e romance com um toque moderno (e escandaloso)!

*Livro cedido pela editora para resenha

Comentários

Como não ficar intrigada com uma narrativa que promete unir os universos de Gossip Girl e O Grande Gatsby? Essa é exatamente a proposta de Incrível: apresentar o mundo escandaloso da elite norte-americana e ao mesmo tempo abordar os limites das atitudes que alguém é capaz de fazer por amor.

A história nos é contada por Naomi, uma adolescente de Chicago que vive uma vida de classe média ao lado do pai durante a maior parte do ano e passa as férias de verão em East Hampton com a mãe, uma estrela do ramo culinário. Naomi nunca se sentiu parte do universo fútil e cheio de glamour e por isso costumava detestar o período que passava na casa de veraneio. Mas neste verão tudo estava prestes a mudar.

Isso porque apesar de conhecer Delilah, que representa a perfeição em forma de garota, há algum tempo as duas só ficam realmente próximas agora, o que também a leva a estreitar laços com Teddy, namorado da Delilah, e Jeff, amigo de Teddy. No entanto, as coisas mudam mesmo quando a misteriosa blogueira Jacinta Trimalchio aluga a casa ao lado e resolver se aproximar de Naomi. Porém essa aproximação tinha muito mais relação com o desejo de ficar próxima de Delilah do que efetivamente ficar amiga da protagonista.

A partir desse momento acompanhamos uma série de festas, fofocas, intrigas e paixões que normalmente já fazem parte do repertório adolescente, mas que são ainda mais exageradas com esses jovens que sentem poder tudo. Apesar dos personagens secundários, a trama gira em torno dos cinco personagens ( Naomi, Jeff, Delilah, Jacinta e Teddy) e eles nos apresentem o melhor e o pior de seu mundo e de suas personalidades.

Mesmo se utilizando de uma boa dose de intrigas e tendo um mistério envolvendo as atitudes de Jacinta achei a trama um pouco fraca. Eu sou fã de histórias como Gossip Girl e esperava bem mais dos conflitos que a autora nos prepara pela maior parte do tempo e que no fim parecem meio bobos. Fiquei com aquela sensação de “Ah, era só isso!”. Mesmo tendo me decepcionado um pouco com o final a leitura foi extremamente agradável e fluída. 

Érika Rodrigues

Cardápio

[Projeto Literário]: Escreva uma carta!

16:29


Olá leitores!

O desafio dessa semana do Projeto Literário é escrever uma carta ao seu autor favorito e se possível enviar pelo correio.
Não é novidade que o Gabriel García Márquez é o meu autor predileto, mas eu nunca tinha pensado em escrever-lhe nada e essa atividade se configurou em um real desafio.

Para quem não conhece, Gabriel García foi escritor, jornalista e ativista político colombiano. É considerado um dos escritores mais importantes do século XX e criador do realismo fantástico na literatura latino-americana. Em 1982 recebeu o Nobel de Literatura pelo conjunto de sua obra.


Caro Gabo,

   Sei que escrevo esta carta com algum atraso afinal já faz um ano que o senhor não reside mais no nosso mundo. Talvez esteja em Mocondo ou em qualquer outra cidade peculiar da América do Sul, mas o fato é que as circunstancias não permitem que as minhas simples palavras cheguem até o seu destino.
   Escrevo apenas com o intuito de te agradecer. Agradecer por compartilhar com o mundo todas essas histórias que você viveu e nos deixar vivenciá-las por um período. Agradeço também pelas novas perspectivas que cada frase, cada título, cada livro seu me trouxe e que, certamente, continuará trazendo.
  Agradeço em especial por essa frase “Não há remédio que cure o que a felicidade não cura” que pretendo levar na pele para que não se perca entre tantas memórias sem nenhuma utilidade que vou acumulando.
  Por fim, faço votos de que toda sua realidade atual seja tão fantástica quanto aquelas que você tanto nos contou. 

Érika Rodrigues

Intrínseca

[Resenha]: Queria ver você feliz (Adriana Falcão)

23:22

Título: Queria ver você feliz | Autora: Adriana Falcão | Editora: Intrínseca | Edição: 1 | Páginas:  160 | Nota: 3,5 de 5

Sinopse: Há quem o chame de Eros, Kama, Philea ou Ahava. O Amor, esse personagem mítico, desempenha o papel de narrador na história real do casal Caio e Maria Augusta, pais da autora Adriana Falcão. O Amor se descreve como perfeccionista e obcecado pelos detalhes, nada que o impeça de ser um bocado descuidado com as consequências dos sentimentos que provoca com suas flechas.
Assim, com uma linguagem poética e ao mesmo tempo muito bem-humorada, Adriana revela para seus leitores aquilo que poderia ser descrito como uma história trágica protagonizada por dois personagens atormentados por seus demônios. Apaixonados, Caio e Maria Augusta se casam no Rio de Janeiro da década de 1950 e têm três filhas. Todo o sentimento que eles compartilham não impede que a personalidade exuberante de Maria Augusta se torne mais obsessiva e asfixiante com o passar do tempo, apesar dos medicamentos e dos tratamentos psiquiátricos. Caio, por sua vez, aprofunda uma melancolia que existia nele desde a adolescência, e que culmina nos anos 1970 em tentativas de suicídio.
Mais do que uma história com um final dramático, trata-se de memórias afetivas que alternam momentos de intensa felicidade e outros tantos de dor, como acontece nas melhores famílias.

Comentários


"Uma decisão, uma desistência, um desvio, uma pergunta, um silêncio, e de repente uma possibilidade de futuro desmorona e uma outra aparece inesperadamente" 

Assim que a editora Intrínseca anunciou o lançamento de “Queria ver você feliz” surgiu em mim aquela tão conhecida paixão por títulos. Mas nesse caso eu também tinha adorado a capa e tudo que aquela história prometia. E ao olhar para essa composição tão poética de título mais capa fiquei com a impressão de que este livro, esta história me encantaria.

“Queria ver você feliz” é um relato biográfico narrado pelo amor. Exatamente, o amor vasculha as memórias afetivas de Caio e Maria Augusta para mostrar como esse casal de cariocas se apaixonou no início da adolescência e nos apresentar todas as provações que esse sentimento teve de passar ao longo dos anos.

Apesar de curto (menos de 200 páginas) o livro tem a cadência de uma conversa despretensiosa em que o interlocutor, nesse caso o amor, vai tirando a poeira das memórias e nos contando sem pressa como as coisas aconteceram. É difícil falar sobre detalhes de uma história contada de maneira tão cotidiana. Parte dessa história é relatada através das inúmeras cartas e bilhetes que o casal trocou durante praticamente toda a vida. As escritas por Caio são mais sóbrias e as vezes até burocráticas, relatando apenas o que aconteceu. Já as da Maria Augusta eram permeadas de sentimento, de urgência e hora ou outra de chantagem emocional.

Os dois se conhecem por volta dos 14 anos e se apaixonam. Apesar das ressalvas da mãe de Maria Augusta eles se casam e tiveram três filhas, dentre elas a autora do livro - Adriana Falcão. No entanto, por se tratar de uma história real não há perfeição nenhuma nesse amor e nós, leitores, acompanhamos um sentimento que é acometido pela vida. Aquele que se desgasta com o convívio, com as loucuras, o ciúme e a tristeza. Arrisco até dizer que em alguns momentos dessa narrativa a tristeza se torna protagonista, mas tudo nos ajuda a ter um senso de realidade afinal essa não foi um história pensada para agradar. É uma história real.

Confesso que no início não gostei muito da forma de narração, mas aos poucos fui me acostumando e considero que a autora foi extremamente criativa na sua escolha. Adorei as cartas e principalmente as fotos. Cada fotografia inserida ajuda o leitor a relembrar que não se trata de uma obra de ficção.

No início comentei que tinha a expectativa de me encantar com esse livro, mas devo dizer que isso não aconteceu. E não foi por nenhum demérito da história e sim porque expectativas são sempre desleais. Recomendo!

Leitura Compartilhada

A leitura desse livro faz parte do projeto Leitura Compartilhada em que eu, a Fran (Universo Literário) e o Clóvis (De frente com os livros) nos propomos a ler o mesmo livro durante o mesmo período.


]

Érika Rodrigues

Arqueiro

[Divulgação]: Lançamentos Editora Arqueiro, Sextante e SDE

22:43



Olá leitores!
Hoje é dia de apresentar as novidades das editoras Arqueiro, Sextante e Saída de Emergência. Os lançamentos de agosto estão maravilhosos!! Tem Julia Quinn (<3), continuação de Outlander e muito mais. Confere aí

Mulheres - Carol Rossetti

Em 2014, a ilustradora Carol Rossetti começou a desenhar mulheres diversas para testar seus lápis de cor. Nunca poderia imaginar que suas criações despretensiosas ganhariam o mundo e iriam viralizar na internet a ponto de se tornarem matéria na CNN.

Com um traço característico e frases inspiradoras, Carol quebrou tabus e espalhou uma mensagem que ecoou em mulheres do mundo todo: somos fortes, merecedoras de respeito e especiais do jeito que somos, independentemente de opiniões e julgamentos alheios.

Agora, essa mensagem ganha o formato de livro e inclui textos sobre os temas centrais abordados em suas ilustrações, como corpo, estilo, identidade, relacionamentos e superação.


Eu Posso Fazer Você Feliz - Paul McKenna

Ao contrário do que se pensa, a felicidade não é determinada por fatores externos. Você pode ter muito dinheiro, uma família amorosa, uma carreira de sucesso, e ainda assim sentir um vazio por dentro. Isso acontece porque desenvolvemos hábitos e formas de pensar que nos colocam para baixo e os reforçamos dia a dia, fazendo com que nossa mente adote padrões nocivos que alteram o funcionamento do cérebro.
A boa notícia é que a felicidade é uma escolha e está à disposição de todos nós. Você não precisa mais achar que só será feliz quando conseguir atingir algum objetivo — a hora de mudar e aprender a ser feliz é agora mesmo.
Com um método simples e amplamente comprovado, o hipnotista Paul McKenna vai ensinar você a fazer as pazes com as suas emoções e a criar uma sensação duradoura de felicidade. Assim, a cada dia, você vai experimentar mais e mais episódios de alegria verdadeira, amor e gratidão.

 
100 Dicas Simples para Prevenir o Alzheimer - Jean Carper

Muitas pessoas acreditam que não há nada que se possa fazer para prevenir o Alzheimer. Mas os cientistas estão provando que isso não é verdade. Estudos recentes mostram que, com o estímulo certo, as chances de demência se reduzem de forma drástica. A cura ainda não existe, mas a ciência vem mostrando que a prevenção pode evitar o aparecimento dos sintomas.
Ao descobrir que carrega o gene que aumenta as chances de desenvolver a doença, a jornalista americana Jean Carper passou a buscar formas de neutralizar essa ameaça. Assim, descobriu que atitudes surpreendentemente simples podem reduzir de forma considerável a probabilidade de desenvolver o Alzheimer, a perda de memória associada à idade e outras formas de demência.
 

A Mão no Espelho - Janis Heaphy Durham

Em 2004, o marido de Janis Heaphy Durham, Max Besler, morreu de câncer de esôfago aos 56 anos. Durante o processo de luto, ela começou a testemunhar fenômenos diferentes de tudo o que já havia visto até então: luzes piscando, portas se abrindo e fechando sozinhas, relógios parando no horário exato em que o marido falecera.
Mas então aconteceu um evento específico que mudou sua vida para sempre. No aniversário de um ano da morte de Max, uma marca de mão feita de um pó desconhecido surgiu no espelho do banheiro. No ano seguinte, uma imagem semelhante surgiu no mesmo local. No outro ano também. Estava claro que aquilo não podia ter uma explicação simples. Parecia ser algo de outro mundo.
Tudo isso levou a cética e descrente executiva a empreender uma jornada de autoconhecimento que transformou sua visão da espiritualidade. Empreendendo encontros e entrevistas com cientistas, médiuns e líderes espirituais, ela deparou com a fragilidade do véu que separa este mundo do outro e descobriu que só o amor é capaz de construir uma ponte entre a vida e a morte.
 

Pequenas Atitudes, Grandes Mudanças - Caroline L. Arnold

A executiva de Wall Street Caroline L. Arnold um dia percebeu que seu sucesso profissional não se refletia nas realizações pessoais. Quando decidia emagrecer, economizar dinheiro ou ser mais organizada, começava com entusiasmo e determinação, mas logo perdia a força de vontade.
Se você se identificou, saiba que quase 90% das resoluções de autoaperfeiçoamento acabam em fracasso. Essas derrotas consecutivas podem fazer você tomar medidas cada vez mais drásticas para conseguir alguma mudança, mas, na verdade, é uma pequena atitude que lhe dará mais chances de alcançar seu objetivo.
Este livro apresenta o bem-sucedido sistema das microrresoluções – um conjunto de regras, modelos e exemplos que irá ajudar você a concentrar seu autocontrole em um comportamento específico até ele se tornar tão automático quanto amarrar os sapatos.
Ao redirecionar o foco da sua força de vontade, você poderá ter êxito logo na primeira tentativa e verá o impacto que uma grande mudança pode ter na boa forma, nos relacionamentos, na carreira, na saúde, no sono, nos gastos, na organização e na pontualidade.
Pequenas atitudes, grandes mudanças mostra que, enquanto a resolução tradicional promete recompensas a longo prazo, as microrresoluções funcionam porque os benefícios são imediatos, alterando nossa rotina e, em última análise, a nós mesmos.
 

Nunca Desista de seus Sonhos - Augusto Cury

Com 25 milhões de livros vendidos sobre temas como crescimento pessoal, inteligência e qualidade de vida, o psiquiatra Augusto Cury debruça-se aqui sobre nossa capacidade de sonhar e quanto ela é fundamental na realização de nossos projetos de vida.
Os sonhos são como uma bússola, indicando os caminhos que seguiremos e as metas que queremos alcançar. São eles que nos impulsionam, nos fortalecem e nos permitem crescer. Se os sonhos são pequenos, nossas possibilidades de sucesso também serão limitadas. 
Desistir dos sonhos é abrir mão da felicidade, porque quem não persegue seus objetivos está condenado a fracassar 100% das vezes. Analisando a trajetória vitoriosa de grandes sonhadores, como Jesus Cristo, Abraham Lincoln e Martin Luther King, Cury nos faz repensar nossa vida e nos
inspira a não deixar nossos sonhos morrerem.
 

Diário de um Zumbi do Minecraft - Herobrine Books

Você acha que os zumbis são diferentes da gente? Então ficará surpreso com o que vai descobrir.
Você tem nas mãos o diário de um zumbi de 12 anos. Nestas páginas, você terá a oportunidade de conhecer o dia a dia na Escola Monstro e vai saber o que realmente se passa na cabeça de slimes, esqueletos, creepers, endermen e outros personagens do universo Minecraft.
Entre um passeio para o Nether e um quase encontro com o Ender Dragon, o maior desafio na vida de um jovem zumbi está em jogo: conquistar Sally Cadáver e derrotar Jeff, o maior imbecil da escola. A vida (ou seria a morte?) de um zumbi não é nada fácil...

 
O Despertar do Príncipe - Colleen Houck

Quando a jovem de dezessete anos, Lilliana Young, entra no Museu Metropolitano de Arte certa manhã, durante as férias de primavera, a última coisa que esperava encontrar é um príncipe egípcio ao vivo com poderes divinos, que teria despertado após mil anos de mumificação.E ela realmente não poderia imaginar ser escolhida para ajudá-lo em uma jornada épica que irá levá-los por todo globo para encontrar seus irmãos e completar uma grande cerimônia que salvará a humanidade.Mas o destino tem tomado conta de Lily, e ela, juntamente com seu príncipe sol, Amon, deverá viajar para o Vale dos Reis, despertar seus irmãos e impedir um mal em forma de um deus chamado Seth, de dominar o mundo.


O Conde Enfeitiçado - Julia Quinn

Depois de anos colecionando conquistas amorosas sem nunca entregar seu coração, o libertino mais famoso de Londres, Michael Stirling, enfim se apaixonou. Infelizmente, conheceu a mulher de seus sonhos no jantar de ensaio do casamento dela. Em 36 horas, Francesca Bridgerton se tornaria esposa do primo dele.
Quatro anos depois, Francesca está livre, embora só pense em Michael como amigo e confidente. E ele não ousa falar com ela sobre seus sentimentos – a culpa por amar a viúva de John, praticamente um irmão para ele, não permite.
Em um encontro inesperado, porém, Francesca começa a ver Michael de outromodo. Quando ela cai nos braços dele, a paixão e o desejo provam ser mais fortes do que a culpa.

 
A voz do Arqueiro - Mia Sheridan

Bree Prescott quer deixar para trás seu passado de sofrimentos e precisa de um lugar para recomeçar. Quando chega à pequena Pelion, no estado do Maine, ela se encanta pela cidade e decide ficar.
Logo seu caminho se cruza com o de Archer Hale, um rapaz mudo, de olhos profundos e músculos bem definidos, que se esconde atrás de uma aparência selvagem e parece invisível para todos do lugar. Intrigada pelo jovem, Bree se empenha em romper seu mundo de silêncio para descobrir quem ele é e que mistérios esconde.
Alternando o ponto de vista dos dois personagens, Mia Sheridan fala de um amor que incendeia e transforma vidas. De um lado, a história de uma mulher presa à lembrança de uma noite terrível. Do outro, a trajetória de um homem que convive silenciosamente com uma ferida profunda.
Archer pode ser a chave para a libertação de Bree e ela, a mulher que o ajudará a encontrar a própria voz. Juntos, os dois lutam para esquecer as marcas da violência e compreender muito mais do que as palavras poderiam expressar.
 

Zoo - James Patterson e Michael Ledwidge
Algo está acontecendo na natureza
Uma misteriosa doença começa a se espalhar pelo mundo. Inexplicavelmente, animais passam a caçar humanos e a matá-los de forma brutal. A princípio, parece ser algo que se dissemina apenas entre as criaturas selvagens, mas logo os bichos de estimação também mostram suas garras e as vítimas se multiplicam. 
A humanidade é presa fácil
Apavorado, o jovem biólogo Jackson Oz assiste à escalada dos acontecimentos. Ele já prevê esse cenário alarmante há anos, mas sempre foi desacreditado por todos. Depois de quase morrer em uma implausível emboscada de leões em Botsuana, a gravidade da situação se mostra terrivelmente clara.
O fim da civilização está próximo
Com a ajuda da ecologista Chloe Tousignant, Oz inicia uma corrida contra o tempo para alertar os principais líderes mundiais, sem saber se as autoridades acreditarão em um fenômeno tão surreal. Mas, acima de tudo, é necessário descobrir o que está causando todos esses ataques, pois eles se tornam cada vez mais ferozes e orquestrados. Em breve não restará nenhum esconderijo para os humanos...

 
O Manuscrito - Chris Pavone

Não existe no mundo uma única pessoa que possa comprovar tudo o que está nestas páginas. Mas há uma pessoa que pode chegar perto disso. Há outras pessoas que poderiam, se devidamente motivadas, confirmar certos fatos. Talvez este livro seja a motivação para essas testemunhas, um impulso para revelarem suas verdades, para comprovarem esta história.
Mas o autor não é uma dessas possíveis testemunhas. Porque, se o que você está lendo for um livro concluído, impresso, encadernado e distribuído para o mundo, é quase certo que eu já esteja morto. 

 

A Serva do império - Raymond E. Feist e Janny Wurts

Mara, a Senhora dos Acoma, conhece melhor que ninguém os segredos do Jogo do Conselho. Por meio de sangrentas manobras políticas, ela se tornou uma poderosa força no Império. Mas, rodeada de rivais impiedosos, terá que ser a melhor se quiser sobreviver.
Como se isso não bastasse, a jovem precisa lutar em duas frentes. Na corte dos Tsurani, intrigas e traições desestabilizam o poder. Em seu coração, a paixão por um bárbaro do mundo inimigo de Midkemia a leva a questionar os princípios que sempre nortearam sua existência.
Com seu filho em perigo e a continuidade de sua Casa ameaçada, Mara usa de todos os meios para tentar controlar a crueldade dos seus inimigos.
 

Outlander, O resgate do mar (Livro 3) - Diana Gabaldon

Claire Randall finalmente conseguiu voltar no tempo e reencontrar Jamie Fraser na Escócia do século XVIII, mas sua história está longe do final feliz. O casal terá que superar muitos obstáculos, de fantasmas a perseguições marítimas, mas o principal deles são os vinte anos que se passaram em suas respectivas épocas desde a última vez que se viram.
Se a intensa paixão e o desejo entre eles não parecem ter diminuído nem um pouco, o mesmo não se pode dizer sobre a confiança. Jamie agora é um homem endurecido pelo que aconteceu após a Batalha de Culloden. Claire, por sua vez, precisa lidar com o segundo casamento de seu amado e suportar a saudade de Brianna, que ficou sozinha no ano de 1968.
A união dos dois será posta à prova quando o sobrinho de Jamie for sequestrado. Juntos, eles precisarão singrar pelos mares e cruzar as Índias Ocidentais para resgatá-lo, provando mais uma vez que nada é capaz de deter uma história de amor que vence as fronteiras do tempo e do espaço.
 

Como Organizar sua Vida Financeira - Gustavo Cerbasi

Gerenciar o próprio dinheiro não é uma tarefa fácil para quem desconhece o poder do planejamento e da organização. Como organizar sua vida financeira apresenta dicas certeiras para você que deseja tomar decisões mais conscientes sobre o seu dinheiro.
O renomado consultor Gustavo Cerbasi reuniu neste livro todos os temas-chave que você precisa conhecer para alcançar o equilíbrio das finanças e planejar um futuro mais próspero.
Ele começa realizando um diagnóstico da sua situação atual, levando em conta dados como idade, dívidas, despesas, bens, investimentos e planos para a aposentadoria. Depois de chegar ao valor do patrimônio ideal para obter a tão sonhada independência financeira, é hora de aprender a analisar seu orçamento doméstico e identificar os pontos que podem ser aperfeiçoados.


Érika Rodrigues

Cardápio

[Projeto Literário]: Declare seu amor e ódio

23:18


Olá leitores!
Hoje é dia de Projeto Literário! E a postagem da semana pretende abordar a nossa relação de amor e ódio por personagens literários. Eu poderia citar aqui vários personagens que eu detesto (kkk), mas confesso que eleger um personagem favorito exigiu bastante desta blogueira.

Personagem favorita: Louisa Clark

Depois de muito pensar resolvi que a quase anti-heroína Louisa Clark é uma das minha queridinhas. Para quem não conhece, a moça é protagonista de “Como eu era antes de você”, da Jojo Moyes (Sim, eu amo Jojo!). Lou apresenta ao leitor uma esperança destemida apesar das inseguranças que sente quanto ao seu futuro e provavelmente foi isso que me cativou.






Personagem que detesto: Anastásia Steele


Sim, a mocinha de Cinquenta Tons de Cinza me fez morrer de ódio desde as primeiras páginas. O ódio se deve a todas as chatices e a falta de maturidade da Ana durante a trilogia. 
(p.s: Do Grey eu gostava ^^)






Érika Rodrigues

Cardápio

[Frame]: Será que?

14:22


Olá leitores!

Já faz algum tempo que o nosso momento do cinema não aprecia aqui no blog. A razão da falta de periodicidade desta coluna se deve ao fato dessa blogueira não ter visto muitos filmes em 2015.

O quote cinematográfico do mês foi extraído de “Será que?”, uma comédia romântica que foge um pouco dos padrões do gênero e explora os limites entre uma boa amizade e o amor. O filme, no geral, apresenta diálogos ótimos e um deles veio compor o nosso frame de agosto.

Wallace: Em contos de fadas, o amor o inspira a ser nobre e corajoso. Mas, na vida real o amor é só uma desculpa para ser egoísta. Pode mentir, trair e machucar pessoas, mas tudo bem porque está apaixonado.

Chantry: Não sei se você é muito cínico ou extremamente romântico.



Sinopse: Wallace (Daniel Radcliffe) está sozinho há um ano, após terminar com a namorada depois de vê-la com outro homem. Encerrado o período de luto pelo fim do relacionamento, ele acredita que é hora de seguir em frente. Um dia, em uma festa organizada pelo melhor amigo Allan (Adam Driver), ele conhece Chantry (Zoe Kazan), a prima dele. Não demora muito para que o papo entre eles flua naturalmente e Wallace se ofereça para levá-la até em casa. Mas, ao chegar, ele descobre que Chantry tem um namorado, Ben (Rafe Spall), o que o desanima. Dias depois, Wallace e Chantry se reencontram por acaso e, após uma rápida conversa, decidem ser apenas amigos. A partir de então, eles andam juntos por tudo quanto é canto, apesar de Wallace nutrir um sentimento romântico por ela.


O que acharam do frame desse mês? Já conheciam o filme?
Érika Rodrigues

Cardápio

[Divulgação]: Lançamentos Editora Gente e Única

14:54

Olá leitores!

Hoje é dia de conhecer os livros que as editoras Gente e Única estão lançando em agosto. Tem muita coisa legal e eu já estou super animada porque dentre os lançamentos temos um romance de época (Sim, eu amo romance de época). Confiram as sinopses e corram para a livraria mais próxima! 

Madrugadas de desejo - Jayne Fresina

A Inglaterra do século XIX é elegante, charmosa e aventureira. Um lugar onde é difícil não se deixar levar pelos deliciosos (e perigosos) jogos que lords e ladies libertinamente experimentam. Não poderia ser diferente na bela Brighton, o lar de Ellie Vyne e James Hartley: inimigos declarados desde a infância. Ellie sempre foi uma mulher de ideias a frente de seu tempo, temperamento forte, ousada e, principalmente, avessa a todas as tentativas de suas irmãs para lhe arrumarem um marido. Afinal, com 27 anos era um absurdo ainda perambular sozinha por aí. E é claro que James, um dos solteiros mais cobiçados da cidade, fazia questão de deixar clara sua desaprovação. Durante suas misteriosas escapadas, Ellie rouba algo muito precioso de James, que não terá paz até descobrir a identidade do ladrão. Querendo ou não, eles estão cada vez mais próximos. Como resistir ao charme de James e levar sua mentira adiante? Nesse jogo de perdição, Ellie arriscará tudo, inclusive seu coração. Enquanto James tenta desvendar o segredo da jovem, o desejo proibido que surge entre os dois será capaz de romper com todas as regras da alta sociedade inglesa.


A nova lógica do sucesso - Roberto Shinyashiki 

Você já se sentiu injustiçado na sua vida profissional? Que atire a primeira pedra quem nunca sofreu de invisibilidade profissional. Não sabe o que é? Pois bem, imagine a sensação de trabalhar, dar o sangue em todas as horas do dia e não chegar a lugar nenhum. E pior: perceber à sua volta colegas menos competentes sendo promovidos e ganhando muito mais do que você. Parece familiar? Esse é o drama de Carla, que, aos 29 anos, percebe que está com a vida profissional estagnada, se sente injustiçada dentro da empresa e tem a impressão de que nada que ela faz é capaz de mudar sua vida. Depois de uma crise intensa, ela se depara com aquilo de que todo mundo precisa, mas pouca gente tem: as quatro lições que podem prevenir qualquer profissional de continuar dando murro em ponta de faca. Em seu novo livro, Roberto Shinyashiki conta a história de Carla e como seus mentores lhe mostraram as portas para acelerar sua carreira. Aprenda e se inspire a realizar todas as suas metas. E, principalmente, aprenda, muito. Descubra a ciência do sucesso, que envolve uma alquimia cuidadosamente desenvolvida ao longo de mais de 20 anos. Encontre aquilo que faz alguém ser o profissional que todos brigam para contratar. 

* Desenvolva uma mente campeã. 
* Saiba o que faz as pessoas serem promovidas e o que as torna esquecidas. 
* Descubra os 4 erros fatais que matam os negócios e destroem sua carreira. 
* Aplique o ciclo da riqueza progressiva em seu trabalho. 
* Saiba como ter cabeça de empresário de sucesso. 
* Aprenda a cativar e influenciar uma equipe que gera resultados extraordinários. 
* E muito mais

Detox total 7 dias -  Victoria Boutenko 

Mais do que nunca, nosso corpo exige que paremos para lhe dar atenção. As rotinas que vivemos preenchem nosso organismo com toxinas provenientes de má alimentação, dietas malucas e outros hábitos prejudiciais. E o resultado dos nossos hábitos destrutivos? Descontrole emocional, ganho de peso, doenças, indisposição e tantos outros malefícios que nos impedem de ter uma vida maravilhosa. Detox total 7 dias é uma proposta que o ajudará a resgatar sua saúde, controlar o estresse, ter mais disposição e, ainda, perder peso de maneira saudável. Neste livro, Victoria Boutenko, especialista pioneira na área, compartilha: 
* O guia completo para seu retiro detox; 
*Material educativo sobre o que é o processo de desintoxicação e quais os benefícios para sua saúde; * 50 receitas, incluindo sucos, sopas, cremes e saladas




Invi$ta em futebol -  Juliano Fontes

Quantas vezes você se pegou sonhando acordado com um estilo de vida diferente? Imaginando uma rotina na qual as segundas-feiras não sejam tão amarguradas, o trabalho seja mais recompensador e possa ir com sua família àqueles destinos maravilhosos que vemos nos comerciais e programas de televisão? Você olha para seu trabalho e sabe que dali é que não virá a chance de realizar seus projetos. O que fazer, então? Mudar de área, se conformar e deixar pra lá? Nada disso! Juliano Fontes, guru da bolsa esportiva e principal trader esportivo do Brasil, apresenta aqui uma oportunidade irrecusável. Que tal ganhar dinheiro com seu esporte favorito sem precisar abandonar seu emprego? Invi$ta em futebol traz o passo a passo para que você entenda esta modalidade do mercado e comece agora mesmo a investir em algo que definitivamente o ajudará a tomar as rédeas de sua vida e tirar seus sonhos do papel. Mergulhe nas páginas a seguir e encontre os benefícios do trader esportivo: 
*Trabalhar com o que você gosta;
*Ter liberdade e autonomia;
*Aumentar seu leque de oportunidades; 
*Investir em um negócio altamente lucrativo;
*Fazer seu dinheiro trabalhar para você;
*Tornar seu plano de vida realidade! 


Papa Francisco - Carol Kelly-Gang

Vivemos em um mundo que a cada dia nos surpreende mais e nos deixa frequentemente com a sensação de desamparo e confusão. Quando parece que não há nada que explique os acontecimentos de nossas vidas, sentimos falta de uma palavra que nos conforte e nos guie nos temas mais importantes da existência. Para aqueles que buscam inspiração, direcionamento, conforto ou força, as palavras revigorantes do Papa Francisco vão fornecer a matéria necessária para que encontrem. Esta coletânea de citações do Papa convida os leitores a viverem a experiência de suas palavras. Eleito o papa mais popular da história, trazendo para o catolicismo a promessa de um recomeço, ele é um ícone não só para os cristãos como para pessoas de todas as religiões. Papa Francisco – a essência de sua sabedoria é um convite para nos aproximarmos de Deus por meio de nossas orações e nos desafia a alcançar aqueles que passam por necessidades, lembrando-nos sempre da misericórdia e da compaixão de Jesus. Receba as reflexões retiradas do discurso do papa sobre temas como: 
*Amor 
*Humildade e simplicidade 
*Fé 
*Esperança 
*Família 
*Perdão 


O que acharam dos lançamentos desse mês?
Érika Rodrigues

Caio Fernando Abreu

[Projeto Literário]: Eu sou livros

21:50



Olá leitores!



A proposta do Projeto Literário dessa semana é no mínimo curiosa: escolher três livros que me definem. Olha, eu pensei bastante e infelizmente não consegui escolher essa quantidade de definições literárias – talvez por nunca ter pensado sobre isso antes. O fato é que optei por apenas um livro.

O título que me define é “Morangos Mofados”, do Caio Fernando Abreu. O autor ficou muito conhecido por frases, nem sempre de sua autoria, em redes sociais, mas o Caio Fernando possui um obra vasta e em sua maioria publicada em forma de conto. “Morangos Mofados” reúne textos sobre o que há de mais profundo no ser humano. Temas como dor, fracasso, encontro, amor, busca e esperança permeiam as suas narrativas com linguagem acessível.

Sendo ainda mais específica, acredito que o conto que realmente me define em “Morangos Mofados” é “Natureza Viva”. Adoro a maneira como o autor descreve as inseguranças de um dos personagens e os receios dos seus próprios sentimentos. Bem como a eterna dúvida entre falar o que sente e correr o risco da rejeição ou calar e viver na nuvem das possibilidades não realizadas. 

Deixo aqui dois trechos que muito me agradam nesse conto:

Meditarias: as pessoas falam coisas, e por trás do que falam há o que sentem, e por trás do que sentem há o que são e nem sempre se mostra. Há os níveis não formulados, camadas imperceptíveis, fantasias que nem sempre controlamos, expectativas que quase nunca se cumprem e sobretudo, como dizias, emoções. Que nem se mostram.”

...

Mas sabes principalmente, com uma certa misericórdia doce por ti, por todos, que tudo passará um dia, quem sabe tão de repente quanto veio, ou lentamente, não importa. Por trás de todos os artifícios, só não saberás nunca que nesse exato momento tens a beleza insuportável da coisa inteiramente viva. Como um trapezista que só repara na ausência da rede após o salto lançado, acendes o abajur no canto da sala depois de apagar a luz mais forte no alto. E finalmente começas a falar.”

Érika Rodrigues

Arqueiro

[Resenha]: Eu estive aqui (Gayle Forman)

20:17




Título: Eu estive aqui | Autora: Gayle Forman | Editora: Arqueiro | Edição: 1 | Páginas: 240 | Nota: 3,5 de 5


Sinopse: Quando sua melhor amiga, Meg, toma um frasco de veneno sozinha num quarto de motel, Cody fica chocada e arrasada. Ela e Meg compartilhavam tudo... Como podia não ter previsto aquilo, como não percebera nenhum sinal?A pedido dos pais de Meg, Cody viaja a Tacoma, onde a amiga fazia faculdade, para reunir seus pertences. Lá, acaba descobrindo muitas coisas que Meg não havia lhe contado. Conhece seus colegas de quarto, o tipo de pessoa com quem Cody nunca teria esbarrado em sua cidadezinha no fim do mundo. E conhece Ben McCallister, o guitarrista zombeteiro que se envolveu com Meg e tem os próprios segredos.

Porém, sua maior descoberta ocorre quando recebe dos pais de Meg o notebook da melhor amiga. Vasculhando o computador, Cody dá de cara com um arquivo criptografado, impossível de abrir. Até que um colega nerd consegue desbloqueá-lo... e de repente tudo o que ela pensou que sabia sobre a morte de Meg é posto em dúvida.

Eu estive aqui é Gayle Forman em sua melhor forma, uma história tensa, comovente e redentora que mostra que é possível seguir em frente mesmo diante de uma perda indescritível.


*Livro cedido pela editora para resenha



Comentários



"Deixar nossas feridas cicatrizarem. Perdoar. E, às vezes, o mais difícil de tudo: perdoar a nós mesmos"

Página 174

Mesmo tenho conhecimento do sucesso de outros livros da autora, nunca tinha me interessado por alguma de suas narrativas até então. O que me chamou atenção em “Eu estive aqui” foi a premissa de abordar um tema tão complicado, como é o suicídio, pela perspectiva da amizade entre duas jovens.

No livro, Cody conta sua própria jornada após descobrir que Meg, sua melhor amiga desde os tempos da escola, tomou um frasco de veneno em um quarto de hotel e deixou apenas um e-mail impessoal e pouco esclarecedor. Não é apenas a morte de Meg que deixa Cody arrasada, mas também a culpa por não ter percebido nenhum sinal de que a amiga se encontrava em uma situação tão desesperadora a ponto de decidir tirar a própria vida.

Depois de comparecer a várias cerimônias em homenagem a Meg, Cody parte, a pedido dos pais da amiga, em viagem ao alojamento estudantil que Meg morava para recolher seus pertences. Ao chegar em Tocoma, Cody se depara com uma faceta de Meg que nem ela conhecia. Os colegas de alojamento descrevem uma garota que nada se parece com sua melhor amiga. Cody fica ainda mais intrigada quando descobre uma série de arquivos estranhos no computador de Meg. Tais situações instigam a garota a querer saber mais sobre o que Meg estava realmente passando e tentar preencher as lacunas do seu suicídio.

“Eu estive aqui” se apresentou para mim como uma jornada de redenção. Todo o movimento do narrador-personagem (Cody) reflete uma busca por respostas, mas também por perdão. Mais do que descobrir coisas sobre a amiga, Cody também se descobre e passa a dar novos significados a sua vida.

Apesar de bem construída, tenho que fazer algumas ressalvas a narrativa da Forman. Achei os capítulos, principalmente os primeiros, extremamente curtos e isso me fez demorar um pouco para me envolver. Outra coisa que não sou muito fã é da narração em primeira pessoa, claro que nesse caso fazia todo o sentido visto que o intuito é mostrar como a Cody reagiu. Mesmo assim, acho que por vezes a narrativa se dispersa e fica melodramática. Por fim, achei que a autora deveria ter tomado mais cuidado com nome de medicamentos tendo em vista o tema do próprio livro.

Mesmo com as ressalvas, eu gostei do livro e indico principalmente para quem é fã da autora. A leitura é fluída e apesar do tema tão pesado, Forman conseguiu pincelar romance, mistérios, esperança e perdão.



Érika Rodrigues

A última carta de amor

[Projeto Literário]: Top 3 livros que merecem mais destaque!

03:58



Olá leitores!

Estamos na segunda semana do Projeto Literário e a atividade prevista consiste em listar três livros que precisam de mais destaque. Essa postagem deveria ter saído há alguns dias, mas como ando meio enrolada com outras obrigações acabei atrasando, mesmo assim resolvi postar porque adorei a proposta. Sem mais enrolação vamos ao meu top 3! 



A Última Carta de Amor – Jojo Moyes 

Eu sou fã incondicional das histórias da Jojo e esse foi o primeiro livro que li da autora. Todo mundo fala de Como eu era antes de você, que por sinal é ótimo, mas vejo poucos comentários sobre A última carta de amor. Posso garantir que o livro tem uma história complicada e instigante, bem no estilo Jojo Moyes. 

Sinopse:  Última Carta de Amor - Londres, 1960. Ao acordar em um hospital após um acidente de carro, Jennifer Stirling não consegue se lembrar de nada. Novamente em casa, com o marido, ela tenta sem sucesso recuperar a memória de sua antiga vida. Por mais que todos à sua volta pareçam atenciosos e amáveis, Jennifer sente que alguma coisa está faltando. É então que ela descobre uma série de cartas de amor escondidas, endereçadas a ela e assinadas apenas por “B”, e percebe que não só estava vivendo um romance fora do casamento como também parecia disposta a arriscar tudo para ficar com seu amante.
Quatro décadas depois, a jornalista Ellie Haworth encontra uma dessas cartas endereçadas a Jennifer durante uma pesquisa nos arquivos do jornal em que trabalha. Obcecada pela ideia de reunir os protagonistas desse amor proibido — em parte por estar ela mesma envolvida com um homem casado —, Ellie começa a procurar por “B”, e nem desconfia que, ao fazer isso, talvez encontre uma solução para os problemas de seu próprio relacionamento.

Com personagens realísticos complexos e uma trama bem-elaborada, A última carta de amor entrelaça as histórias de paixão, adultério e perda de Ellie e Jennifer. Um livro comovente e irremediavelmente romântico.


No meu peito não cabem pássaros – Nuno Camarneiro

O que primeiro me encantou nesse livro foi o título – já comentei várias vezes que tenho paixão por títulos de livros e que escolhos várias leituras baseadas apenas nesse critérios. A narrativa do Nuno faz homenagem a três grandes escritores mundiais e é pura poesia em forma de prosa. É um livro um pouco diferente, mas é incrível. 

Sinopse: Que linhas unem um imigrante que lava vidros num dos primeiros arranha-céus de Nova York a um rapaz misantropo que chega à Lisboa num navio e a uma criança que inventa coisas que depois acontecem? Muitas. Entre elas, as linhas que atravessam os livros. Em 1910, a passagem de dois cometas pela Terra semeou uma onda de pânico. Em todo o mundo, pessoas enlouqueceram, suicidaram-se, crucificaram-se, ou simplesmente aguardaram, caladas e vencidas, aquilo que acreditavam ser o fim do mundo. Nos dias em que o céu pegou fogo, estavam vivos os protagonistas deste romance - três homens demasiado sensíveis e inteligentes para poderem viver uma vida normal, com mais dentro de si do que podiam carregar. Apesar de separados por milhares de quilômetros, as suas vidas revelam curiosas afinidades e estão marcadas, de forma decisiva, pelo ambiente em que cresceram e pelos lugares, nem sempre reais, onde se fizeram homens. Mas, enquanto os seus contemporâneos se deixaram atravessar pela visão trágica dos cometas, estes foram tocados pelo gênio e condenados, por isso, a transformar o mundo. Cem anos depois, ainda não esquecemos nenhum deles. Escrito numa linguagem bela e poderosa, que é a melhor homenagem que se pode fazer à literatura, o livro é um romance de estreia invulgar e fulgurante sobre as circunstâncias, quase sempre dramáticas, que influenciam o nascimento de um autor e a construção das suas personagens. 


Me ajude a chorar – Carpinejar

Eu conheci o Carpinejar em 2009 – para quem não conhece é um autor gaúcho –, a partir das crônicas que ele publica semanalmente no jornal e em um blog, e foi amor à primeira vista. Ele tem uma clareza e uma sensibilidade para falar de temas tão cotidianos que é quase impossível não se identificar. Esse livro, em específico, reúne crônicas sobre perda, saudade, amor e esperança. 

Sinopese: Depois de títulos que refletiam momentos de sua vida pessoal, em Me ajude a chorar, Carpinejar, pela primeira vez, une textos sem um tema central. São crônicas com assuntos variados, mas com uma singularidade: a melancolia e a tristeza. Sempre, obviamente, com a ironia característica. Um livro com sentimentos. Um livro à flor do osso.
Carpinejar mostra a sua mais intensa fragilidade, provando que, na verdade, nesta terapia ou catarse literária, todos devem ser muito felizes para suportar a tristeza verdadeira.
Me ajude a chorar vai emocionar o leitor de maneira única.
Dessa vez, Fabrício não fala a respeito de separação e relacionamentos, mas de temas mais gerais, mais coletivos, que buscam focar também em tragédias mínimas e pessoais, como o caso de uma senhora que estava para perder o marido e só desejava mais uma noite de conchinha com ele. Ela trocaria tudo na vida dela por esta noite.


Espero que tenham gostado da minha lista! Como seria a sua?
Érika Rodrigues