[Resenha]: Vida Organizada (Thais Godinho)

04:00

Título: Vida Organizada | Autora: Thais Gosdinho | Editora: Gente | Edição: 3 | Páginas: 224 | Nota: 

Sinopse: Muito se fala em organização. São muitos os métodos e conceitos que transformam o desejo de ser organizado em algo quase inalcançável, como se precisássemos ser perfeitos e deixar a casa com cara de revista de decoração todos os dias. Mas quem tem tempo para isso quando a rotina é tão insana que não sabemos se cuidamos da casa, da família, do trabalho ou dos nossos sonhos primeiro? 

Thais Godinho tem um caminho. Ela acredita que a organização é o segredo para que possamos viver uma vida coerente com o que somos e, para isso, criou a máxima definitiva para o método que pode, sim, permitir que você alcance seus objetivos: tenha o sistema que funciona para você.

Neste livro, a autora mostra diversas possibilidades para que você consiga fazer o que deve fazer em todas as áreas da sua vida: casa, trabalho, família, de modo que você nunca perca de vista o que realmente importa.

Pare de se afogar em uma rotina que não lhe traz satisfação e que parece ser uma sucessão infinita de metas que você não consegue cumprir. Chegou o momento de respirar fundo e tomar uma decisão muito importante: ser uma pessoa organizada a partir de hoje!

*Livro cedido pela editora para resenha

Comentários

Vida Organizada é um daqueles livros que a gente tem de ter sempre por perto. Não dá pra ler uma vez e colocar na estante. Devemos tratá-lo como um manual e de tempos em tempos retornar para alguma de suas partes e refazer os exercícios propostos pela Thais Godinho.

A proposta da autora ao longo dos 8 capítulos é desmistificar a organização. A partir da leitura conseguimos ter uma noção que organizar o caos da nossa vida cotidiana está muito relacionado com fazer do processo de organização um hábito e que não existem fórmulas prontas para isso. Cada um vai ajustando os exercícios para melhor se adequar a sua rotina.

O planejamento é um ponto bem salientado ao longo do livro. Com dicas fáceis de assimilar e exercícios percebemos como é importante ter não só em mente, mas anotado em algum lugar os nosso objetivos a curto, médio e longo prazo, relacioná-los e a partir daí buscar mecanismos para atingir cada uma das nossas metas. 

Para quem, assim como eu, tem tendências a procrastinar e empurrar com a barriga algumas atividades essenciais para o bom funcionamento do nosso dia a dia esse livro é mais do que recomendado. Quem já gosta do assunto provavelmente vai se identificar muito e aprender outras maneiras de deixar as coisas em ordem.

Outro aspecto que também me agradou muito foi o caráter pessoal que a autora trouxe do blog para o livro, contando suas experiências e mostrando que não existe bicho de sete cabeças quando se trata de organização. E que ser organizado não significa ser obcecado por ter as coisas no lugar, mas encontrar maneiras de tornar sua vida mais fácil e produtiva. Com certeza esse será meu novo livro de cabeceira.

Érika Rodrigues

________________________Top comentarista________________________



Participe do nosso top comentarista de aniversário até o dia 10 de julho. Confira as regras e preencha o formulário AQUI

Também poderá gostar

1 comentários

  1. "Disciplina é liberdade". Tentando ainda levar isso pra vida. Massa essa visão sobre o que é organização, ser organizado (menina, é quase uma definição de design kkk, o que não deixa de ter a ver, mas enfim). A única coisa que acho "ruim" nesse tipo de livro é a duração da leitura, por causa dos exercícios propostos e tal. Retomei um nesse estilo e até terminar... Mas hábito é repetição, né? Imagine mudar isso. É muito exercício nessa vida. E continua.

    P.s.: Já adotei a dica de retirar, ao sair de um cômodo, uma coisa que não pertence a ele, ou algo assim. Na prática funciona. kkk

    ResponderExcluir