Arqueiro

Indicações Literárias #14 - Especial Romances de Época

16:14



Olá leitores!

Nosso mês do romance de época está chegando ao fim. Primeiro gostaria de agradecer a todos que acompanharam as postagens de novembro e se envolveram com a minha proposta durante esses trinta dias. Gostaria também de lembrar que o sorteio de Ligeiramente Casados está valendo até o dia seis de dezembro.

Para finalizar, o post de hoje trás a segunda parte das indicações literárias sobre o tema.



*Lisa Kleypas


Vencedora do prêmio RITA, já escreveu 34 romances. Seus livros foram publicados em 28 idiomas, em diversos países. Ela mora em Washington com o marido e os dois filhos. Dos livros da série Os Hathaways, a Editora Arqueiro já publicou Desejo à meia-noite, Sedução ao amanhecer, Tentação ao pôr do sol e Manhã de Núpcias. 

(Fonte: Editora Arqueiro)










*Madeline Hunter


É ph.D. em história da arte e professora da Universidade East Coast. Seus livros chegaram às listas de mais vendidos do The New York Times, do USA Today e da revista Publishers Weekly. Vencedora do prêmio RITA por duas vezes, também foi sua finalista outras sete. Ela mora na Pensilvânia com o marido e os dois filhos. 

(Fonte: Editora Arqueiro)











Érika Rodrigues




Cardápio

[Sorteio]: Natal com Livros

21:38



Olá leitores!

O natal está chegando e como esta é uma ótima época para ganhar livros, o blog A Prateleira se juntou a vários outros blogs e está promovendo um super sorteio natalino. Preencha o formulário do Rafflecopter e boa sorte!!

Regras:

-O sorteio acabará dia 25 de Dezembro.
-Os Blogs não se responsabilizarão por nenhum problema com os correios.
-A resposta com endereço do ganhador, será no prazo máximo de 72 horas após envio do E-mail ao mesmo.
-Os Blogs participantes terão até 40 dias para o envio do livro.
-Ter endereço de entrega no Brasil.
-Seguir todas as entradas principais. 
(E tratar de todos os livros recebidos com muito carinho).



Prêmios:



KIT 1- 1º Ganhador- 6 Livros + Mimos
2º Ganhador- 3 Livros

Will & Will- A Prateleira
A Menina Mais Fria de Coldtown- Irreparável
Alice no País das Maravilhas- LPM Pocket- Os Tesouros de uma leitora compulsiva
Amigos Inimigos: A Formatura- Literatura: Um Mundo Para Poucos
Bob um Gato Fora do Normal- Segredos do Coração
O Presente- Books And Much More
Escuridão- Vício em Livros
Esmeralda- Mural dos Livros
Muncle Trogg- Cantinho Da Leitura


a Rafflecopter giveaway



KIT 2- 1º Ganhador- 6 Livros + Mimos
2º Ganhador- 3 Livros



Trabalhando Juntos- Perdidas na Biblioteca
Lições do Desejo- Bibliophiliarium
Dente por Dente- Livros, Vamos Devorá-los
O Segredo das Tranças e Outras Histórias Africanas- Who Is Lara
Maluca Por Você- Relicário
Traições- Estante Jovem
O Voo da Serpente- Literatura: Um Mundo Para Poucos
Twittando o Amor- Segredos do Coração
O Acumulador De Troféus- Camila Monteiro

a Rafflecopter giveaway


KIT 3- 1º Ganhador- 6 Livros + Mimos

2º Ganhador- 3 Livros


Alice - Coleção Clássicos Zahar- Tudo Que Motiva
Trabalhando Juntos- Perdidas na Biblioteca
Meu- Historias Sem Fim
Inspiração- Leitura Maravilhosa
A Cabana- A Colecionadora de Histórias
Mar de Tranquilidade- Segredos do Coração
Por uma Questão de Amor- Minhas Escrituras
Tudo Aquilo que Nunca foi Dito- Doce Literário
Uma prova de amor- 
Gaveta Abandonada

a Rafflecopter giveaway





KIT 4- 1º Ganhador- 6 Livros + Mimos
2º Ganhador- 4 Livros


O Pintassilgo- Por Uma Boa Leitura
Garota Replay- Caverna Literária
Laços Inseparáveis- Fascinada Por Histórias
Minha Metade Silenciosa- Borboletas Literárias
O Homem Perfeito- 
Livro Lab
Os Solteiros- Malucas por Romances
Para Sempre- Estante Diagonal
Twittando o Amor- Ler Para Divertir
Métrica- Livro Apaixonado
Feitiço- Magiasbook



a Rafflecopter giveaway




KIT 5- 1º Ganhador- 10 Livros + Mimos

Bela Distração- Apaixonada por Romances
A Menina Mais Fria de Coldtown- Tudo Que Motiva
A Livraria 24h do Mr. Penumbra- Emmanuel Lucena
A Máquina de Contar Histórias- Da Imaginação a Escrita
Chamado às Armas- Katielle Borba
Tipo Destino- Julielton Souza
Terrível Encanto- Livroterapia
A Outra Rainha - Codinome Leitora
Se Eu Ficar- Daniella Souza
Boneca de Ossos- Daniella Souza


a Rafflecopter giveaway

Arqueiro

[Resenha]: Desejo à meia-noite – Os Hathaways (Lisa Kleypas)

19:00

Título: Desejo à meia-noite – Os Hathaways 1 | Autora: Lisa Kleypas | Editora: Arqueiro |

Edição: 1 | Páginas: 272 | Nota: 4 de 5
Sinopse: Após sofrer uma decepção amorosa, Amelia Hathaway perdeu as esperanças de se casar. Desde a morte dos pais, ela se dedica exclusivamente a cuidar dos quatro irmãos uma tarefa nada fácil, sobretudo porque Leo, o mais velho, anda desperdiçando dinheiro com mulheres, jogos e bebida. Certa noite, quando sai em busca de Leo pelos redutos boêmios de Londres, Amelia conhece Cam Rohan. Meio cigano, meio irlandês, Rohan é um homem difícil de se definir e, embora tenha ficado muito rico, nunca se acostumou com a vida na sociedade londrina. Apesar de não conseguirem esconder a imediata atração que sentem, Rohan e Amelia ficam aliviados com a perspectiva de nunca mais se encontrarem. Mas parece que o destino já traçou outros planos. Quando se muda com a família para a propriedade recém-herdada em Hampshire, Amelia acredita que esse pode ser o início de uma vida melhor para os Hathaways. Mas não faz ideia de quantas dificuldades estão a sua espera. E a maior delas é o reencontro com o sedutor Rohan, que parece determinado a ajudá-la a resolver seus problemas. Agora a independente Amelia se verá dividida entre o orgulho e seus sentimentos. Será que Rohan, um cigano que preza sua liberdade acima de tudo, estará disposto a abrir mão de suas raízes e se curvar à maior instituição de todos os tempos: o casamento?

Comentários



Para começar acho que nunca havia lido um romance de época. O mais próximo que estive do tema foi com algumas versões cinematográficas. Entediada com leituras fantásticas, desenhadas, assustadoras, safadinhas ou emocionalmente pesadas, uma amiga me indicou o gênero em questão. E assim cheguei a Desejo à meia-noite, ou como prefiro chamar "o livro do cigano". Kkkk

O enredo aborda a vida dos membros da família Hathaway, entre eles cinco irmãos e o cigano Merripen, e a ligação com Cam Rohan, cigano mestiço. A salada mista de ganchos e viradas criada por Kleypas vai da xenofobia a um pequeno! quê de espiritismo, passeando pelos costumes tanto ciganos quanto ingleses. O foco, no entanto, se mantém no envolvimento amoroso de Cam e Amelia, a segunda mais velha dos irmãos. Apesar de ter se tornado um homem rico, motivo de vergonha para os ciganos, e ter mulheres à sua disposição, Rohan não vê em Londres algo que lhe baste. 

Ao colocar sua liberdade acima de tudo ele vive o conflito de reencontrar suas raízes ciganas e viver conforme suas tradições, aceitando a natureza como suas quatro paredes, ou insistir na atração que sentiu ao conhecer Amelia, com o objetivo de cuidar dela, da família e tornar sua vida mais leve. Porém, essa Hathaway não é uma mulher fácil. Forte, decidida, controladora, preocupada e orgulhosa ela desiste do ideal de casar e se dedica exclusivamente a resolver os problemas dos outros Hathaway após sofrer uma decepção amorosa e perder os pais precocemente.


O relacionamento de Cam e Amelia foi um choque para mim que idealizei a questão do romance de época. Culpa dos filmes que vi e dos comentários de minha amiga descrevendo o estilo. Algumas passagens do livro me lembraram por um momento o safadinho 50 tons de cinza, o que me decepcionou, claro, já que estava evitando este tipo de leitura. Particularmente, acho desnecessárias algumas destas passagens, mas com o passar das páginas compreendi a autora. Lisa Kleypas se salva pela justificativa cultural e evidencia isso no trecho que descreve a forma que Amelia é cortejada pelo personagem – que não é cigano - que a presenteia com a desilusão amorosa. O contraste fica mais claro à medida que Rohan explica valores e costumes ciganos sobre este quesito.

Confesso que a leitura teve seus momentos irritantes, a ponto de fechar o livro devido ao choque e à decepção que acabei de mencionar e às muitas! páginas em branco que encontrei no meu exemplar. Contudo, não posso deixar de mencionar também que há algo a mais nessa experiência. A leitura é fluida e dinâmica, ou seja, os fatos acontecem sem muita enrolação. Além disso, ela é descontraída graças aos seus personagens sarcásticos e nada convencionais e, principalmente, ao casal protagonista. Enfim, elementos que eu tanto buscava em um livro naquele momento.
Daniella Etinger

Arqueiro

Indicações Literárias #13 – Especial Romances de Época

23:54





Olá leitores! 
A nossa coluna de indicações literárias de novembro seguirá a temática do mês: os romances de época. Para deixar a postagem mais completa optei por dividir as indicações por autor, assim é possível conhecer um pouquinho de quem escreve sobre o gênero e os títulos já publicados no Brasil. Mas essa escolha deixou a postagem enorme, então excepcionalmente este mês teremos dois posts de indicações. 

*Jane Austen 

Jane Austen (Steventon, 16 de dezembro de 1775 – Winchester, 18 de julho de 1817) foi uma proeminente escritora inglesa. A ironia que utiliza para descrever as personagens de seus romances a coloca entre os clássicos, haja vista sua aceitação, inclusive na atualidade, sendo constantemente objeto de estudo acadêmico, e alcançando um público bastante amplo. Nascida em Steventon, Hampshire, de uma família pertencente à nobreza agrária, sua situação e ambiente serviram de contexto para todas as suas obras, cujo tema gira em torno do casamento da protagonista. A inocência das obras de Austen é apenas aparente, e pode ser interpretada de várias maneiras. Os meios acadêmicos a têm considerado uma escritora conservadora, apesar de a crítica feminista atual reconhecer em suas obras uma dramatização do pensamento de Mary Wollstonecraft sobre a educação da mulher. 
(Fonte: Wikipédia) 






*Julia Quinn 

Julia Quinn começou a trabalhar em seu primeiro romance um mês depois de terminar a faculdade e nunca mais parou de escrever. Seus livros já atingiram a marca de 8 milhões de exemplares vendidos, sendo 3,5 milhões da série Os Bridgertons. É formada pelas universidades Harvard e Radcliffe. Seus livros já entraram na lista de mais vendidos do The New York Times e foram traduzidos para 26 idiomas. Foi a autora mais jovem a entrar para o Romance Writers of America’s Hall of Fame, a Galeria da Fama dos Escritores Românticos dos Estados Unidos, e atualmente mora com a família no Noroeste Pacífico. 
 (Fonte: Editora Arqueiro) 






Confira algumas resenhas de livros da autora publicadas no blog: O Duque e eu | O Visconde que me amava | Um Perfeito Cavalheiro | Os Segredos de Colin Bridgerton


 *Patricia Cabot (pseudônimo de Meg Cabot)


Meggin Patricia Cabot, mais conhecida pela abreviação Meg Cabot, Patrica Cabot ou pelo seu pseudônimo Jenny Carroll (Bloomington, 1 de fevereiro de 1967), é uma escritora estadunidense. É mundialmente famosa por ser autora de mais de 60 livros, dentre os quais seu maior bestseller é a série de dez volumes O Diário da Princesa. Atualmente Meg vive com seu marido em Nova Iorque. 
(Fonte Wikipédia) 










P.S: Participe do nosso sorteio especial mês do romance de época até o dia 06/12/2014

O que acharam das indicações? 

Érika Rodrigues

Literatura

[Resenha]: Aprendendo a Seduzir (Patricia Cabot)

18:02

Título: Aprendendo a Seduzir | Autora: Patrícia Cabot | Editora: Essência | Páginas: 368 | Nota: 4,5 de 5 

Sinopse: Durante um baile, Lady Caroline Linford abre a porta de um dos cômodos e flagra seu noivo, o marquês de Winchilsea, nos braços de outra mulher. Para a sociedade vitoriana do século XIX, tais escapulidas masculinas eram normais, e cancelar o casamento seria impensável. O jeito, decide a jovem, é aprender a ser, ao mesmo tempo, a esposa e a amante, para que o marquês nunca mais tenha de procurar outra mulher fora do lar. Por isso, resolve tomar lições - teóricas, claro - sobre a arte do amor com o melhor dos professores: Braden Granville, o mais notório libertino de Londres. Logo nas primeiras aulas começam a voar faíscas e as barreiras entre professor e aluna caem. Escrito por Meg Cabot, sob seu pseudônimo, esse romance vai mostrar que o amor escolhe seus próprios caminhos, sempre imprevisíveis. 



Comentários

 Aprendendo a Seduzir foi mais um dos ótimos livros que a Fran, do Universo Literário, me indicou. Até então eu ainda não tinha lido nada da Patricia (Meg) Cabot e usei a ocasião do nosso mês dedicado ao romance de época para me aventurar nessa história. O enredo começa nos apresentando a inocente Caroline Linford. Uma jovem da alta sociedade londrina que vivia o seu próprio conto de fadas na proximidade do seu casamento com o marquês de Winchilsea. Hurst Slater, o marquês, era lindo, nobre e representava tudo aquilo que uma jovem desejava enquanto esposo. No entanto, as certezas de Caroline quanto ao casamento caem por terra no momento em que ela vê o marquês e Lady Jacquelyn em um momento íntimo durante um dos bailes da temporada. 

Atordoada com a traição do noivo e com a impossibilidade de cancelar o casamento pelo fato de já está muito próximo e por Hurst ter salvado a vida de Tommy (irmão de Caroline) no passado, a jovem decide criar um plano para se tornar o tipo de mulher que chamaria a atenção do marquês e assim evitar outras traições. Porém, Caroline não tinha nenhuma experiência no assunto e precisava de um professor adequado para lhe ensinar a arte da sedução e a fazer amor, e pensou que ninguém seria melhor para o ofício do que Braden Granville, o maior libertino de Londres. 

Braden não era nobre. Foi criado nos subúrbios londrinos, mas acumulou riquezas com seu trabalho e por isso frequentava a alta sociedade. Mesmo não senso considerado um tipo bonito como o marquês, ninguém negava suas habilidades de conquistas. As lições de Caroline se transformam em uma espécie de acordo que beneficiaria ambos: Caroline finalmente aprenderia técnicas para atrair o noivo e Braden teria provas a respeito do comportamento indesejado de sua futura esposa. 

E todo mundo já pode imaginar que as aulas se transformaram em um sentimento maior que bagunçou toda a história dos protagonistas. Li alguns comentários sobre como esse tipo de plano de fundo (o professor experiente e a mocinha inocente) representa um clichê nos enredos dos romances de época. Entretanto, não achei a história repetitiva e até considerei a narrativa bem inusitada já que Caroline não é uma dessas mocinhas sem personalidade, pelo contrário, ela tem um gênio forte e é bem obstinada. E acredito que o humor que a autora emprega na maior parte da história garante uma narrativa leve e descontraída. 

Minha única ressalva ao livro está no fato de ter a impressão que em um dado momento a autora pesou demais a mão na parte hot da história e cansou um pouco a leitura, pois dava a impressão que a história não evoluía. Mesmo assim eu adorei o livro e o final é muito lindo e todo cheio de romantismo. Recomendo.

"- Você se preocupa demais em fazer as outras pessoas felizes - disse Emily, com firmeza - E você, Caroline? O que você quer?"
Página 69



Érika Rodrigues

[Sorteio]: 1000 seguidores The Queen’s Castle

11:29



Olá leitores!

Vamos abrir um parêntese no nosso mês do romance de época para parabenizar a nossa parceira Ana, do blog The Queen's Castle, que atingiu mil seguidores. E como forma de comemorar o blog e vários parceiros se uniram para realizar um sorteio de um kit com 150 marcadores.

Blogs participantes: Literalizando Sonhos Books And Much More Meu amor pelos livros Meu mundo em tons pasteis O conde sabe ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!! Lost Girly Girl Mademoiselle Love Books Relicário Reality of books Paradise Books BR Leitores compulsivos Milkshake de palavras Livreando


Veja as regras, participe e boa sorte!



Regras:

O Sorteio será feito pelo Rafflecopter e terá apenas 1 ganhador.

O período de participação será do dia 09 de novembro ao dia 29 de novembro.

Válido somente para o território nacional.

Os vencedores receberão e-mail solicitando endereço para entrega dos prêmios. Este e-mail deverá ser respondido em até 72 horas. Caso não haja retorno no contato nesse prazo o sorteio será refeito.

Cada participante receberá e-mail informando qual foi o sorteado e o endereço do mesmo.

Cada um dos blogs participantes ficará responsável por enviar o seu prêmio ao vencedor.

Cada um dos participantes deve direito a uma entrada obrigatória e uma opcional.

Os prêmios serão enviados no prazo máximo de 40 dias.

Nenhum dos participantes se responsabiliza por extravio dos correios, endereços incorretos e avarias causadas no transporte.

O resultado será divulgado em até 10 dias após o término das inscrições e repassado aos blogs participantes como dito anteriormente.

a Rafflecopter giveaway


Érika Rodrigues

Cinema

[Frame]: Orgulho e Preconceito

17:02


Olá leitores!

Seguindo com o nosso mês todo dedicado aos romances de época, escolhi uma adaptação de um clássico do gênero para o nosso momento do cinema. Não há como falar de romances de época sem citar Jane Austen, por isso o nosso frame de novembro foi extraído da adaptação de Orgulho e Preconceito.

“Eu perdoaria mais facilmente a sua vaidade se ele não tivesse ferido a minha”



Uma das minhas cenas prediletas é a primeira dança entre Lizzy e Darcy *___*





O livro já ganhou diversas adaptações, mas sem dúvida essa é uma das mais encantadoras. A fotografia e o figurino são belíssimos, isso sem contar as ótimas atuações dos personagens principais. E para que curte música, vale a pena dar uma atenção especial à trilha sonora.

Para quem já assistiu fica uma super dica: Vejam o final alternativo!!




Érika Rodrigues

Arqueiro

[Sorteio]: Mês do Romance de Época

20:49




Olá leitores!

Como prometido uma das nossas atividades durante o mês do romance de época aqui no blog é a realização de um sorteio. Sendo assim, fiquem atentos as regras e cruzem os dedos. O vencedor levará um exemplar de Ligeiramente Casados, lançamento do gênero.



Confira a sinopse: À beira da morte, o capitão Percival Morris fez um último pedido a seu oficial superior: que ele levasse a notícia de seu falecimento a sua irmã e que a protegesse Custe o que custar! Quando o honrado coronel lorde Aidan Bedwyn chega ao Solar Ringwood para cumprir sua promessa, encontra uma propriedade próspera, administrada por Eve, uma jovem generosa e independente que não quer a proteção de homem nenhum.

Porém Aidan descobre que, por causa da morte prematura do irmão, Eve perderá sua fortuna e será despejada, junto com todas as pessoas que dependem dela... a menos que cumpra uma condição deixada no testamento do pai: casar-se antes do primeiro aniversário da morte dele o que acontecerá em quatro dias.

Fiel à sua promessa, o lorde propõe um casamento de conveniência para que a jovem mantenha sua herança. Após a cerimônia, ela poderá voltar para sua vida no campo e ele, para sua carreira militar.

Só que o duque de Bewcastle, irmão mais velho do coronel, descobre que Aidan se casou e exige que a nova Bedwyn seja devidamente apresentada à rainha. Então os poucos dias em que ficariam juntos se transformam em semanas, até que eles começam a imaginar como seria não estarem apenas ligeiramente casados...

Neste primeiro livro da série Os Bedwyns, Mary Balogh nos apresenta à família que conhece o luxo e o poder tão bem quanto a paixão e a ousadia. São três irmãos e três irmãs que, em busca do amor, beiram o escândalo e seduzem a cada página.





REGRAS:


-O Sorteio será feito pelo Rafflecopter e terá um ganhador

-O Período de inscrição será do dia 05/11/2014 ao dia 06/12/2014

- Válido somente para quem mora no Brasil.

- Os comentários são mediados, portanto apenas comentários pertinentes sobre a resenha serão aceitos. Comentários como “estou participando” e “gostei” serão desconsiderados. Deixe seu e-mail nos comentários

- O vencedor receberá um e-mail informando que ganhou o sorteio e solicitando informações para o envio dos prêmios. Este e-mail deve ser respondido em até 72 horas. Caso não haja contato dentro desse prazo, um novo sorteio será realizado.

- O Blog não se responsabiliza por extravio dos correios e endereços incorretos.

- O resultado será divulgado em até 7 dias após o término das inscrições.

-O livro será enviado em até 45 dias após a divulgação do resultado.

Boa sorte!
Érika Rodrigues


a Rafflecopter giveaway

Arqueiro

[Resenha]: Os Segredos de Colin Bridgerton (Julia Quinn)

01:30

Titulo: Os Segredos de Colin Bridgerton | Autora: Julia Quinn | Editora: Arqueiro | Edição: 1 | Páginas: 336 | Nota: 5 de 5


Sinopse: Há muitos anos Penelope Featherington frequenta a casa dos Bridgertons. E há muitos anos alimenta uma paixão secreta por Colin, irmão de sua melhor amiga e um dos solteiros mais encantadores e arredios de Londres. 

Quando ele retorna de uma de suas longas viagens ao exterior, Penelope descobre seu maior segredo por acaso e chega à conclusão de que tudo o que pensava sobre seu objeto de desejo talvez não seja verdade. 

Ele, por sua vez, também tem uma surpresa: Penelope se transformou, de uma jovem sem graça ignorada por toda a alta sociedade, numa mulher dona de um senso de humor afiado e de uma beleza incomum. 

Ao deparar com tamanha mudança, Colin, que sempre a enxergara apenas como uma divertida companhia ocasional, começa a querer passar cada vez mais tempo a seu lado. Quando os dois trocam o primeiro beijo, ele não entende como nunca pôde ver o que sempre esteve bem à sua frente. 

No entanto, quando fica sabendo que ela guarda um segredo ainda maior que o seu, precisa decidir se Penelope é sua maior ameaça ou a promessa de um final feliz. 

Em Os segredos de Colin Bridgerton, quarto livro da série Os Bridgertons, que já vendeu mais de 3,5 milhões de exemplares, Julia Quinn constrói uma linda história que prova que de uma longa amizade pode nascer o amor mais profundo.


Comentários

Quem acompanhou meus comentários sobre os três primeiros livros da série já sabe que eu estava bem ansiosa para o livro que traria a história de Colin. Toda expectativa poderia ter prejudicado a leitura, no entanto Julia Quinn conseguiu me surpreender de maneira bastante positiva ao apresentar um Colin muito além do senso de humor apurado, que é marca do personagem ao aparecer nos outros livros da série.

Assim como as demais tramas, a narrativa do quarto livro da série Os Bridgertons se passa durante uma temporada de bailes da alta sociedade de Londres. Apesar de ser bastante cobiçado pelas mães das debutantes da temporada, Colin não parece nem um pouco interessado em mudar o seu status de solteiro e nem de estabelecer raízes em um lugar. Uma das características do personagem é o gosto por viajar para lugares exóticos. Claro que a situação também desagrada Violet, a matriarca casamenteira dos Bridgertons, que vê seu filho chegar aos 33 anos sem ao menos pensar em construir uma família.

Em paralelo a história de Colin, o livro apresenta Penélope Featherington. Penélope também já apareceu nos demais livros da série, na maioria das vezes em críticas mordazes da Lady Whistledown (a cronista da sociedade). A personagem nunca esteve associada à beleza e aos traquejos sociais e em virtude disso chega aos 28 anos com o titulo de solteirona. Penélope também é a melhor amiga de Eloise Bridgerton, que protagonizará o próximo livro da série, e nutre um amor platônico por Colin desde a adolescência.

Quando comentei logo no início desta resenha que a autora me surpreendeu não se deve ao fato de apenas apresentar um casal atípico como protagonistas dessa história. O que foi mais interessante para mim é que tanto Colin quanto Penélope ganham um aprofundamento psicológico que nos dá uma dimensão maior sobre as razões do comportamento de cada um deles ao longo da narrativa. Isso também contribuiu com que eu me aproximasse mais dos personagens e transformou Penélope na minha personagem feminina predileta até o momento.

Diferente dos demais livros, “Os segredos de Colin Bridgerton” não foca apenas nas nuances que envolvem a história do casal. Nele, também somos apresentados à verdadeira identidade de Lady Whistledown. Quem acompanha a série desde o início sabe que as crônicas da personagem nos instigam e garantem grande parte do bom humor dos livros, além de ser um mistério inclusive para os próprios personagens. A deixa para revelar a identidade da maior fofoqueira de Londres se dá em um dos bailes quando Lady Danbury, ao considerar a temporada muito entediante, propõe um desafio: mil libras pela verdadeira identidade de Lady Whistledown.

E difícil mensurar o quanto esse livro me agradou. Julia Quinn apresenta muito da sua forma já consolidada nas três primeiras histórias, mas se permitiu apresentar um casal maduro e com problemas mais complexos. Como já mencionei anteriormente, Penélope se transformou na minha personagem feminina predileta por tudo que ela passou e pela forma honesta como enfrentou as dificuldades. Quanto a Colin, desde o primeiro livro achei que ele seria o meu personagem masculino predileto, mas ele não conseguiu superar Anthony.


“- Eu te amo – sussurrou ela – Eu te amo há anos.

- Eu sei – disse ele, surpreendendo-se com as próprias palavras”.

Página 253


Sobre a estrutura


O livro mantém a forma de narração em terceira pessoa apresentando o ponto de vista de Colin e Penélope. Os capítulos possuem tamanho mediano e ótima continuidade. Uma mudança em relação aos anteriores é que as crônicas de Lady Whistledown já não iniciam todos os capítulos em função da busca por sua identidade.


Confira os meus comentários sobre os livros anteriores:





Érika Rodrigues

Literatura

[Novidades]: Novembro será o mês do Romance de Época

21:05



Olá leitores!

Os últimos meses estão bem complicados para mim e está ficando difícil manter uma frequência digna de postagens aqui no blog. Mas mesmo com toda a correria da minha vida atualmente resolvi fazer de novembro um mês especial no blog como forma de compensar quem gosta do nosso conteúdo.

Sendo assim esse post tem o objetivo de divulgar que novembro será o mês dos Romances de Época aqui no Relicário. Quem acompanha as postagens sabe que adoro o gênero e durante este mês vou compartilhar um pouquinho desse amor por meio de resenhas, indicações de filmes, livros e autores e claro com um sorteio (!!!).

Então fiquem atentos as postagens e ao sorteio que será divulgado até a segunda semana do mês. Sendo assim, espero que aproveitem o nosso mês temático e também compartilhem comigo suas experiências com o gênero.


Érika Rodrigues