[Resenha]: Aprendendo a Seduzir (Patricia Cabot)

18:02

Título: Aprendendo a Seduzir | Autora: Patrícia Cabot | Editora: Essência | Páginas: 368 | Nota: 4,5 de 5 

Sinopse: Durante um baile, Lady Caroline Linford abre a porta de um dos cômodos e flagra seu noivo, o marquês de Winchilsea, nos braços de outra mulher. Para a sociedade vitoriana do século XIX, tais escapulidas masculinas eram normais, e cancelar o casamento seria impensável. O jeito, decide a jovem, é aprender a ser, ao mesmo tempo, a esposa e a amante, para que o marquês nunca mais tenha de procurar outra mulher fora do lar. Por isso, resolve tomar lições - teóricas, claro - sobre a arte do amor com o melhor dos professores: Braden Granville, o mais notório libertino de Londres. Logo nas primeiras aulas começam a voar faíscas e as barreiras entre professor e aluna caem. Escrito por Meg Cabot, sob seu pseudônimo, esse romance vai mostrar que o amor escolhe seus próprios caminhos, sempre imprevisíveis. 



Comentários

 Aprendendo a Seduzir foi mais um dos ótimos livros que a Fran, do Universo Literário, me indicou. Até então eu ainda não tinha lido nada da Patricia (Meg) Cabot e usei a ocasião do nosso mês dedicado ao romance de época para me aventurar nessa história. O enredo começa nos apresentando a inocente Caroline Linford. Uma jovem da alta sociedade londrina que vivia o seu próprio conto de fadas na proximidade do seu casamento com o marquês de Winchilsea. Hurst Slater, o marquês, era lindo, nobre e representava tudo aquilo que uma jovem desejava enquanto esposo. No entanto, as certezas de Caroline quanto ao casamento caem por terra no momento em que ela vê o marquês e Lady Jacquelyn em um momento íntimo durante um dos bailes da temporada. 

Atordoada com a traição do noivo e com a impossibilidade de cancelar o casamento pelo fato de já está muito próximo e por Hurst ter salvado a vida de Tommy (irmão de Caroline) no passado, a jovem decide criar um plano para se tornar o tipo de mulher que chamaria a atenção do marquês e assim evitar outras traições. Porém, Caroline não tinha nenhuma experiência no assunto e precisava de um professor adequado para lhe ensinar a arte da sedução e a fazer amor, e pensou que ninguém seria melhor para o ofício do que Braden Granville, o maior libertino de Londres. 

Braden não era nobre. Foi criado nos subúrbios londrinos, mas acumulou riquezas com seu trabalho e por isso frequentava a alta sociedade. Mesmo não senso considerado um tipo bonito como o marquês, ninguém negava suas habilidades de conquistas. As lições de Caroline se transformam em uma espécie de acordo que beneficiaria ambos: Caroline finalmente aprenderia técnicas para atrair o noivo e Braden teria provas a respeito do comportamento indesejado de sua futura esposa. 

E todo mundo já pode imaginar que as aulas se transformaram em um sentimento maior que bagunçou toda a história dos protagonistas. Li alguns comentários sobre como esse tipo de plano de fundo (o professor experiente e a mocinha inocente) representa um clichê nos enredos dos romances de época. Entretanto, não achei a história repetitiva e até considerei a narrativa bem inusitada já que Caroline não é uma dessas mocinhas sem personalidade, pelo contrário, ela tem um gênio forte e é bem obstinada. E acredito que o humor que a autora emprega na maior parte da história garante uma narrativa leve e descontraída. 

Minha única ressalva ao livro está no fato de ter a impressão que em um dado momento a autora pesou demais a mão na parte hot da história e cansou um pouco a leitura, pois dava a impressão que a história não evoluía. Mesmo assim eu adorei o livro e o final é muito lindo e todo cheio de romantismo. Recomendo.

"- Você se preocupa demais em fazer as outras pessoas felizes - disse Emily, com firmeza - E você, Caroline? O que você quer?"
Página 69



Érika Rodrigues

Também poderá gostar

4 comentários

  1. Foi o primeiro livro adulto da Meg que eu li! Adorei *-* Ela tem um ainda melhor chamado Liberte Meu Coração, super indico! :)

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Que bacaaana, adorei o enredo. Fiquei curiosa pra saber o desfecho da história. Interessante! Beijããão
    www.iamcamilakellen.blogspot.com
    *Rumo aos 200 seguidores

    ResponderExcluir
  3. Xuxu, fico feliz que tenha gostado do livro. Essa história me fez querer ler outras do gênero... realmente bem divertida, hot e inteligente. Me atraiu demais o mistério por trás do incidente que envolveu o irmão de Caroline, também. Enfim... adorei suas observações. Nossa protagonista é só amô. Hahahaha.

    Abraços,
    http://universoliterario.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi Érika!
    Eu adoro os livros da Meg, ela é uma das minhas autoras favoritas. Sou louca pra ler os livros dela como Patricia, dizem que são muito bons.
    Já tinha ouvido falar de "Aprendendo a seduzir" e fiquei muito curiosa... Sua resenha me deixou animada pra começar a leitura.

    Beijos,
    Fernanda.
    http://blogimaginacaoliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir