[Resenha]: Quero ser seu (Bella Andre)

23:18

Título: Quero ser seu | Autora: Bella Andre | Editora: Novo Conceito | Edição: 1 | Páginas: 288 | Nota: 4 de 5
Sinopse: Ryan Sullivan sempre gostou muito de Vicki, a quem conheceu na adolescência, quando ela lhe salvou a vida: no estacionamento da escola, um carro desgovernado só não o atropelou porque Vicki o empurrou para longe. Desde então, eles se tornaram melhores amigos — pelo menos, melhores amigos até onde um homem e uma mulher lindos e sedutores conseguem ser...
O tempo passou, Vicki casou-se e se separou, e Ryan seguiu sua vida de solteiro. Até o dia em que Vicki pediu-lhe um favor: será que Ryan poderia fazer as vezes de seu namorado para afastá-la de um homem mal-intencionado e pegajoso?
Ryan não negaria esse favor a sua amiga, de forma alguma... Não só pelo carinho que nutre por ela, mas também por uma característica de sua personalidade: Ryan faz o tipo protetor (o tipo de homem com que toda mulher sonha em algum momento da vida).
Agora, depois de brincarem de namorados, será que os dois conseguirão manter a amizade de sempre?

Comentários

Apesar de ser o sexto livro da série Sullivan, ‘Quero ser seu’ foi o primeiro que li. A premissa de um romance entre antigos conhecidos me chamou atenção e como ainda não conhecia o trabalho de Bella Andre, resolvi começar pela história que captou meu interesse. Vale destacar que apesar de ter referências aos outros irmãos, a série não precisa ser lida na ordem.

A história gira em torno de Ryan e Vicki. Os dois se conheceram nos tempos da escola e apesar de terem certa atração pelo outro, eles não quiseram correr o risco de perder a amizade. Após seguirem suas vidas, os protagonistas se reencontram alguns anos depois devido a uma mensagem de Vicki solicitando a ajuda de Ryan. Este, que desde o início se mostra uma cavalheiro, segue imediatamente ao endereço indicado pela amiga.

Vicki vinha sendo assediada por um supervisor do trabalho e para declinar das investidas sem comprometer seu desempenho na disputa de um financiamento para o seu projeto, tem a ideia de fingir ser namorada de Ryan. Ryan aceita, mas quando estes passam a morar juntos fica difícil segurar os sentimentos que um nutre pelo outro. 

O início da narrativa apresenta um ritmo lento, mas tal situação pode ser justificada pelo próprio receio alimentado por ambos os personagens e ao dilema que permeia toda a história: vale a pena arriscar uma amizade de anos e se entregar ao desejo? Destaco que essa cadência um pouco mais arrastada do começo da narrativa não se configurou em um problema, ao contrário gerou uma ansiedade em saber como Ryan e Vicki contornariam tal situação agora que tinham que fingir ser um casal em público. E como Ryan é um astro do Beisebol, as especulações sobre o romance não demoram a acontecer.

Por se enquadrar no gênero New Adult, a narrativa construída pela autora apresenta conflitos que envolvem decisões profissionais, familiares e amorosas. Há também a presença de cenas eróticas. Em tais cenas, Bella Andre procurou abordar o lado sensual dos dois protagonistas.


Estrutura

O livro é narrado em terceira pessoa e transita bem entre os pontos de vista de Ryan e Vicki. Os capítulos apresentam tamanho médio e boa continuidade. A diagramação é um ponto bastante positivo nesse livro - fonte, espaçamento e tamanho ajudaram na fluidez da leitura.



Érika Rodrigues

Também poderá gostar

10 comentários

  1. Ótima resenha, excelente blog!

    Beijos.

    http://minhas-serendipidades.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Os únicos livros New Adult que eu li foram os da trilogia 50 tons de cinza, então acho que eu comecei da maneira errada, a queles livros foram um tanto impactantes para mim e meio que me desestimularam a continuar lendo o gênero, mas tenho gosto muito das suas resenhas Erika e até tô pensando em acatar algumas das suas indicações desse mês. ^^

    Obrigada pela visita flor.
    http://amolivrosdeverdade.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Que coragem a sua de começar pelo sexto livro, hein? rs Mas nesse caso então não é uma série linear, do tipo que você precisa ler todos os anteriores para entender os próximos. Ou é? rs Fiquei confusa! Mas parabéns pela resenha, ficou muito legal e realmente deve ser difícil para os dois protagonistas se entregarem um ao outro logo de cara :)
    Beijos!

    bibliophiliarium.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tici! Apesar de ser uma série as histórias centrais são independentes. Então é possível ler fora da ordem =)

      Excluir
  4. Parece ser uma história bem bonitinha, certo? E como assim, é o sexto livro, mas não precisa,necessariamente, ler os outros 5? Eles explicam direitinho o que aconteceu anteriormente e tal? Você não ficou com vontade de ler o resto, não? hahaha. Fiquei com vontade de ler esse livro, adorei a capa dele!

    http://sabetipoassim.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Parabéns pela resenha! Muito boa!
    Não é um gênero que estou habituada a ler, mas quem sabe um dia?
    Beijos!
    http://borboletasliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Érika, eu tenho sérios problemas em começar séries literárias por meio de publicações já mais a frente, mesmo que os livros sejam independentes. Mas sei que de fato algumas sagas podem ser lidas assim... eu mesma já fiz isso uma vez. Enfim, gostei bastante dos seus comentários... não se se leria Bella Andre no momento (talvez por não estar na vibe), mas por se tratar de um new adult com conflitos que vão além do romance, talvez um dia eu dê uma chance.

    Abraços.
    http://universoliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Érika!! Adorei a resenha e fiquei super curiosa com esse livro, pretendo lê-lo em breve!!
    Beijos
    livroscomchasdastres.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Oi Érika,
    Sua resenha ficou muito boa, mas esse tipo de livro não me atrai.
    De qualquer maneira, que bom que você gostou da leitura!

    Abraços,
    http://entreserieselivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Ótima resenha Érika, me convenceu de que o livro é mesmo bom. Nunca li nada da autora, mas parece ser o tipo de literatura que me agradaria.
    Bjos!

    ResponderExcluir